O design de interiores é o protagonista destes 27 filmes

Atualizado: Set 9

Se você é da turma que, quando assiste a um filme, fica mais hipnotizado pelo cenário do que pelo enredo, essa lista é pra você! Fizemos uma seleção de 27 títulos que possuem o design de interiores como protagonista. Você vai encontrar clássicos do cinema, filmes instigantes e até mesmo divertidos, mas todos bem significativos no quesito estilo. A gente sabe que essa lista está longe de ser abrangente, por isso, queremos que você adicione os seus favoritos nos comentários =) 1. A primeira noite de um homem (The Graduate), 1967

O cenário de Beverly Hills para o clássico de 1967 é tão chique quanto o filme de Mike Nichols. Do bar central e formato curvo às poltronas de couro preto, o bom gosto da Mrs. Robinson é tão sedutor quanto seu personagem. 2. 2001: Uma Odisséia no Espaço (2001: A Space Odyssey), 1968

Olhar para o passado e para o futuro pode parecer desconcertante, mas os cenários deste do filme dos anos 1970 de Stanley Kubrick são tão relevantes agora quanto previam. As cadeiras Djinn vermelhas desenhadas por Oliver Morgue (1965) pesentes no filme tornaram-se itens de colecionadores muito procurados desde então. 3. Noivo neurótico, noiva nervosa (Annie Hall), 1977

Uma das comédias românticas mais originais e uma das melhores do gênero. Diane Keaton forma um par improvável com um engraçado Woody Allen. O apartamento de Annie Hall em Nova York é artisticamente eclético, cheio de pilhas de livros, cortinas e cadeiras macias que parecem tão relevantes hoje quanto em 1977, quando o filme foi lançado. 4. O bebê de Rosemary (Rosemary's Baby), 1968

Neste filme assustador, Rosemary Woodhouse (Mia Farrow) e seu marido Guy se mudam para um opulento apartamento em Manhattan. Quando eles chegam, o apartamento está cheio de painéis de madeira escura e cortinas pesadas, mas Rosemary rapidamente faz uma reforma completa. O que ela consegue é nada menos que a perfeição moderna do meado do século XX. As cortinas são substituídas, as paredes são pintadas de branco e móveis dinamarqueses são espalhados por toda a casa.

5. Frasier, 1993

Não é apenas a moda que imita o estilo dos anos 90. A vida em plano aberto, o mobiliário minimalista e a arte cuidadosamente selecionada e estrategicamente posicionada também aparecem. O apartamento do psiquiatra de Boston, Frasier, é o melhor. O toque suave do jazz em segundo plano completa o ambiente. 6. O talentoso Sr. Ripley (The Talented Mr. Ripley), 1999

As cenas de interiores e exterior são bem impressionantes na adaptação de Anthony Minghella deste thriller psicológico. Filmado na ilha italiana de Ischia, a casa de Dickie Greenleaf, personagem de Jude Law, é o cenário dos sonhos para aquela foto de férias no Instagram. 7. Psicopata Americano (American Psycho), 2000

O apartamento de Patrick Bateman (Christian Bale) em Nova York enche os olhos daqueles que amam os clássicos. O design minimalista em preto e branco da sala de estar está repleto de móveis icônicos: cadeiras Barcelona de Mies van der Rohe, cadeira Hill House de Charles Rennie Mackintosh e desenhos de figuras contorcidas de Robert Longo. Tudo lindo, mas um pouco assustador servindo como pano de fundo para as ações arrepiantes do protagonista.

8. Os Excêntricos Tenenbaums (The Royal Tenenbaums), 2001

Os cenários de todos os filmes de Wes Anderson poderiam ser incluídos nesta lista, mas escolhemos The Royal Tenenbaums. O papel de parede Scalamandré em uma das paredes a galeria repleta de retratos de Margot Tenenbaum chamam atenção neste filme peculiar que narra a vida de irmãos prodígios.

9. Alguém tem que ceder (Something's Gotta Give), 2003

Quando Erica Barry (Diane Keaton) se muda para sua casa em Hamptons, qualquer um, secretamente, deseja passar pelo menos um dia naquele lugar.  A casa é decorada com uma paleta neutra descontraída e elegante. Os armários brancos da cozinha combinam com a bancada de pedra-sabão. Em tempos de home office, quem não cobiçaria o recanto de escrita de Erica? 10. Abaixo o Amor (Down with Love), 2003

O filme é uma homenagem à década de 1960 em Nova York. Cadeiras cor-de-rosa, lâmpadas de bolha e carrinhos de bar contribuem para a representação de uma época antes da revolução sexual. Cores saturadas e escala exagerada completam o decor. 11. Mad Men, 2007

Quando Mad Men estrou, não foram apenas os vestidos, estampas e belos penteados que chamaram nossa atenção. Os móveis americanos de meados do século e os utensílios antigos dos escritórios da Sterling Cooper Draper Pryce e a impecável casa de Betty Draper são um retrato perfeito da vida nos anos 1960 na América. Impecável! 12. Desejo e Reparação (Atonement), 2007

A adaptação para o cinema do aclamado romance de Ian McEwan exalava o charme britânico. Cornijas intrincadas, lustres elaborados e combinações de estampas florais  aparecem na casa da família Tallis. As amplas cortinas e os estofados ricamente bordados retratam o luxo da época. 13. Homem de Ferro (Iron Man), 2008

A luxuosa mansão onde vive o bilionário Tony Stark tem design futurista. O cenário combina amplas janelas, cores claras, muito vidro, linhas retas e móveis e objetos minimalistas. 14. Abraços Partidos (Abrazos rotos), 2009

A casa do século XIX, possui  quartos grandiosos cheio de pinturas e um fantástico boudoir inspirado pela designer modernista Eileen Gray. A área de estar é repleta de detalhes em pop art. O terraço do apartamento possui uma mesa Eero Saarinen com tampo de cerâmica personalizado e cadeiras laterais brancas de arame Harry Bertoia.  15. Coco Antes de Chanel (Coco avant Chanel), 2009

O interior do apartamento parisiense de Coco Chanel foi maravilhosamente retratado para esta biografia. Suntuoso, com detalhes realistas e rico em caracteres franceses do velho mundo, ele tem muitas referências de ambientes luxuosos. 16. Direito de amar (A single man), 2009

O lendário estilista Tom Ford dirigiu e produziu A Single Man, ambientado em 1962, na impressionante Schaffer Residence, uma casa moderna construída por John Lautner em Glendale, Califórnia. George Falconer (Colin Firth) é um professor de luto pela perda de seu parceiro Jim. A casa e a decoração refletem seu estado emocional que possui uma paleta de tons de madeira naturais e detalhes nas cores bege e marfim. No quarto de George, encontramos detalhes clássicos de meados do século, como luminárias de cerâmica e madeira, uma escultura abstrata e uma tapeçaria modernista em relevo. Por outro lado, a casa de sua amida exala o estilo Hollywood Regency. Lâmpadas de prata de grandes dimensões flanqueiam um espelho do norte da África e estampas flokati e ikat são mescladas perfeitamente neste santuário feminino. 17. O escritor fantasma (Ghostwriter), 2010

O cenário despojado deste thriller de Roman Polanski foi um complemento inteligente para a arrepiante trama. Usando uma paleta de cores naturais, o interior é elegante e sexy. Quem não gostaria de uma janela do piso ao teto com vista para dunas de areia? 18. Meia-Noite em Paris (Midnight in Paris), 2011

Situado na Paris contemporânea, este filme de Woody Allen conta a história de um autor com uma inclinação pelo passado. Ele é arrastado para os períodos da história apenas para descobrir que eles não são tão sonhadores quanto ele imaginara. É uma bela exploração do “e se” e alimenta a nostalgia de épocas passadas do design de interiores. O salão de Gertrude Stein é especialmente intrigante, com uma extensa coleção de arte que inclui o retrato dela por Pablo Picasso. 19. Ela (Her), 2013

A cenografia de KK Barrett e a decoração de Gene Serdena foram indicadas ao Oscar. O vidro colorido inunda os ambientes com luz saturada; o piso polido refletindo os arranha-céus lá fora e a obra de arte especialmente encomendada por Geoff Mcfetridge são apenas alguns dos elementos cuidadosamente considerados que tornam o filme de Spike Jonze tão bom. 20. Trapaça (American Hustle), 2013

Indicado na Academia na categoria Design de Produção, o filme revive a vibe dos anos 70 – década em que os moradores dos Estados Unidos viveram a busca pelo chamado “sonho americano”. O set traz uma opulência característica da época: muitos itens espelhados e papeis de parede extravagantes. 21. O Grande Gatsby (The Great Gatsby), 2013

Baz Luhrmann é famoso por seus interiores ostensivos - de Romeu e Julieta a Moulin Rouge - e sua adaptação do romance clássico de F. Scott Fitzgerald garantiu ao filme o Oscar de Melhor Design de Produção. Envolto em uma bonita luz rosa com toques de champanhe, a sala de estar de Daisy Buchanan é o espaço vital da garota arquetípica. 22. A grande beleza (La Grande Bellezza), 2013

História do relacionamento de um homem com Roma, o filme é uma carta de amor para a capital da Itália. Arquitetura e design de interiores estão no centro do filme. Assim como sua perspectiva da cidade muda à medida que envelhece, o filme mostra uma variedade de estilos de interiores italianos: arenoso, moderno e tradicional. 23. Ex-Machina: Instinto Artificial (Ex Machina), 2014

Um imóvel  minimalista na Noruega é o cenário do filme. Logo na entrada uma combinação de parede de pedra, abundância de vidro, vegetação exuberante e móveis de aço chamam atenção.  24. Estagiário (Intern), 2015

O filme conta a história de um aposentado de 70 anos (Robert de Niro) que trabalha como estagiário para uma jovem empresária (Anne Hathaway). Uma casa em Clinton Hill serviu como local de gravação para a casa de Anne Hathaway; o escritório do site de e-commerce de moda do personagem também chama atenção.  25. Animais noturnos (Nocturnal Animals), 2016

Tom Ford faz nossa lista novamente, desta vez pelo estilo de uma casa em Malibu criada para um proprietário de galeria de arte. A espaçosa residência, feita principalmente de vidro e concreto, está cheia de móveis de couro escuro, inspirada na casa do próprio diretor e repleta de obras de artistas contemporâneos de Los Angeles. 26. Me Chame Pelo Seu Nome (Call Me By Your Name), 2017

O filme é uma ode ao design italiano. Situado no norte da Itália, Luca Guadagnino adiciona camadas de antiguidade, objetos coletados e charme aristocrático desbotado ao pano de fundo de seu filme. Maximalismo e antiguidades nunca pareceram tão atraentes.  27. Parasita, 2019

O filme reafirma a forte relação entre cinema e arquitetura. Seus cenários se tornaram tema de discussão em ambas as áreas. A casa da família Park, construída com materiais refinados possui mobiliário minimalista, atmosfera austera e amplo jardim, contrapondo à sombria imagem do lar da família Kim, uma habitação minúscula com uma única janela se abre para o nível da rua. Bônus

Um dos cenários escolhidos para a quinta temporada da série norte-americana Black Mirroré um apartamento no edifício Três Marias em São Paulo. O prédio fica na Avenida Paulista, tem projeto assinado pelo arquiteto Abelardo Riedy de Souza e foi concluído em 1956. A reforma de interiores é do escritório Piratininga Arquitetos. A gente sabe que essa lista está longe de ser abrangente, por isso, queremos que você adicione os seus favoritos nos comentários =)

QUICK LINKS
CONTATO
(11) 97521-3652

ola@anagrama.cc
RECEBA NOTÍCIAS SOBRE DESIGN E CRIATIVIDADE

© Copyright - Anagrama - Todos os direitos reservados.